Blog da UNEGRO do Rio Grande do Sul - veja no Linck abaixo as fotos do 3º Congresso Nacional


Decisão das Cotas

PROGRAMA DE AÇÕES AFIRMATIVAS DA UFRGS

 APROVADO PELO CONSUN

DECISÃO Nº 134/2007

 CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 29/06/2007, de acordo com a proposta da Comissão Especial designada pelas Portarias n° 3222, de 3/11/2006, e 3480, de 17/11/2006, e as emendas aprovadas em plenário,

D E C I D E

Art. 1º - Fica instituído o Programa de Ações Afirmativas, através de Ingresso por Reserva de Vagas para acesso a todos os cursos de graduação e cursos técnicos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, de candidatos egressos do Sistema Público de Ensino Fundamental e Médio, candidatos autodeclarados negros egressos do Sistema Público de Ensino Fundamental e Médio e candidatos indígenas.

Art. 2º - Este Programa de Ações Afirmativas, através de Ingresso por Reserva de Vagas tem por objetivos:

I – ampliar o acesso em todos os cursos de graduação e cursos técnicos oferecidos pela UFRGS para candidatos egressos do Sistema Público de Ensino Fundamental e Médio e para candidatos autodeclarados negros egressos do Sistema Público de Ensino Fundamental e Médio, mediante habilitação no Concurso Vestibular e nos processos seletivos dos cursos técnicos;

II – promover a diversidade étnico-racial e social no ambiente universitário;

III – apoiar estudantes, docentes e técnico-administrativos para que promovam, nos diferentes âmbitos da vida universitária, a educação das relações étnico-raciais;

IV – desenvolver ações visando a apoiar a permanência, na Universidade, dos alunos referidos no Art. 1º mediante condições de manutenção e de orientação para o adequado desenvolvimento e aprimoramento acadêmico-pedagógico.

Leia a íntegra da Decisão 134/2007 no endereço:

http://www.ufrgs.br/consun/leis



Escrito por Unegro RS às 10h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Orlando Silva, Ministro dos Esportes

Orlando Silva avalia os desafios que o Pan oferece

O Ministro dos Esportes, Orlando Silva, avalia que os principais desafios dos jogos Pan-Americanos para as políticas públicas brasileiras são: articular atividades esportivas e educativas no país; capacitar mais os profissionais brasileiros;ampliar e diversificar o financiamento do esporte e aproveitar  melhorar a infraestrutura esportiva do país. 

"Tudo isso, orientado por um Sistema Nacional de Esporte, que define o papel dos estados, do município, da União, dos agentes privados, das universidades e dos conselhos profissionais. Essas medidas é que vão garantir um outro futuro para o esporte brasileiro. Quem sabe, daqui a dois, três ciclos olímpicos nos tenhamos o Brasil situado entre as principais potências esportivas", afirma.

O ministro cita o programa Bolsa Atleta como exemplo de política pública. "A seleção do programa é um modelo exemplar de prática republicana, porque os critérios são públicos, a seleção é feita em base em um edital que é publicado anualmente", disse. Para receber o apoio do Bolsa Atleta, o esportista pode ser estudante, atleta com performance nacional, internacional e olímpico ou para-olímpico. Cada categoria recebe um valor no limite máximo de R$ 2.500.

Para se habilitar a receber, o atleta tem que estar entre as primeiras colocações da sua modalidade no último evento reconhecido pela respectiva federação. "A bolsa premia aqueles atletas que alcançaram uma boa performance e que não tenham patrocínio", diz.

Orlando Silva é integrante e militante da UNEGRO - União de Negros pela Igualdade.


Escrito por Unegro RS às 00h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Racista é punido

UNB pune professor acusado de usar termo racista em sala de aula

A Universidade de Brasília (UnB) suspendeu esta semana o professor Paulo Roberto da Costa Kramer por considerar racista algumas das atitudes do profissional. Kramer foi acusado pelo estudante Gustavo Amora, 25, que é negro e aluno do mestrado em Ciências Políticas da instituição, por usar o termo "crioulada" durante uma de suas aulas.

Para o deputado Carlos Santana (PT-RJ), o caminho seguido pela direção da UnB está correto. "As punições devem ocorrer, a direção da UnB está de parabéns, mas ao mesmo tempo esse tipo de coisa não deveria acontecer, porque não queremos uma caça as bruxas e sim o cumprimento da lei n.º 9.459/97, que trata da discriminação," disse o parlamentar.

De acordo com Santana, esse tipo de punição deve servir de exemplo para as outras pessoas, tanto na discriminação racial como em outros tipos. "Ainda hoje no Brasil não temos uma punição concreta contra o racismo. A discriminação existente no país é uma das piores no mundo, pois aqui se iguala a questão de raça com os problemas sociais".

Santana ressaltou a necessidade de reparação da população descendente dos negros mortos durante o Brasil Colônia e a aprovação do Estatuto da Igualdade Racial, que está em tramitação no Congresso. "Com a aprovação do estatuto, tudo se regularizará para o negro, além das cotas, a saúde, esportes e cultura também," afirmou.

A suspensão do professor Kramer foi revertida em multa de 50% no salário. Kramer afirmou que irá entrar com um mandado de segurança na Justiça para anular a decisão.

 Fonte: www.pt.org.br

 



Escrito por Unegro RS às 00h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Violência

AGRESSÃO DE JOVEM NEGRO EM SÃO PAULO

Jovem Anderson foi agredido por seguranças numa boate em São Paulo! As imagens foram postadas no site do Terra de 05.07.2007.

Não foi divulgado as causas, mas nem precisa. A cor de Anderson já explica tudo. O jovem denunciou as agreções na 9ª delegacia de polícia da Capital paulistana.

As marcas do racismo estão presentes em todos os espaços de nossa sociedade, portanto aos que acreditam na falácia da democracia racial não fazem parte do mundo real, onde todos os dias nossos jovens, principalmente os negros são agredidos, assassinados e, na maioria dos casos há conivência dos órgãos que deveriam dar proteção como a polícia.

As fotos de Anderson ilustram a violência crescente e não podem mais ficar apenas nas constatações, é preciso denunciá-las todos os dias, a cada nova agreção, seja de forma individual, seja através da imprensa, seja através de ações coletivas.

Estamos de olho!



Escrito por Unegro RS às 14h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Noticias

Crianças e adolescentes quilombolas

entregam carta a senadores

Reunidos desde segunda-feira, 2/7, em Brasília, cerca de 100 crianças e adolescentes remanescentes de quilombos entregaram ontem (4/7) carta aos senadores com os principais pontos tratados no I Quilombinho – Encontro Nacional de Crianças e Adolescentes Quilombolas. O documento será apresentado, no Plenário 9 do Senado Federal à Frente Parlamentar pelos Direitos da Criança e Adolescente e Frente Parlamentar pela Igualdade Racial para os senadores Paulo Paim (PT-RS) e Patrícia Saboya (PSB-CE).

Constam entre as prioridades elencadas pelos quilombolas: a aprovação do Estatuto da Igualdade Racial; a apuração dos crimes contra as crianças, adolescentes e famílias quilombolas; a instrumentalização de agentes públicos para cumprimento da lei anti-racismo; a construção de postos de saúde e escolas, inclusive com equipamentos e materiais didáticos; a incorporação da contribuição e história das comunidades quilombolas nos conteúdos da preservação ambiental; o fomento de atividades culturais, de proteção ao meio ambiente e de uso sustentável da terra e dos recursos naturais; a regularização fundiária como determina o decreto nº 4887; o respeito à cultura e às manifestações quilombolas, entre outras.

1º Quilombinho
Realizado nos dias 2 e 3 de julho, o I Quilombinho – Encontro Nacional de Crianças e Adolescentes Quilombolas abordou os temas educação, transmissão de saberes tradicionais, saúde, convivência familiar, relações étnico-raciais através de oficinas de políticas públicas, educação e cultura, música, dança e brincadeiras, todas voltadas para o fortalecimento das identidades e da participação de crianças e adolescentes que vivem em comunidades remanescentes de quilombos.

Realidade das crianças e adolescentes
O Brasil tem hoje, em números estimados, cerca de 900 mil crianças quilombolas de 0 a 17 anos. Boa parte é invisível às políticas públicas. Dados revelam, por exemplo, que crianças quilombolas com menos de 1 ano morrem sem antes mesmo de obter sua certidão de nascimento. Buscando mudar este quadro, governo o UNICEF a e sociedade civil vêm desenvolvendo, desde 2003, estratégias de mobilização voltadas para dar visibilidade a esta realidade; pautar o tema da infância e adolescência quilombola nas agendas dos governos e promover um amplo processo organizativo voltado para o protagonismo dessas crianças e adolescentes. O que se espera é construir um diálogo permanente entre essas comunidades e o Estado para construção e consolidação de políticas públicas para a infância e adolescência quilombola.

Assessoria
de Comunicação Social Seppir



Escrito por Unegro RS às 13h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Categorias
  Todas as Categiorias
  Link
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
  Portal Vermelho
  U N E G R O - Rio Grande do Sul
  Corrente Sindical Classista
  União Brasileira de Mulheres
  Centro de Estudos Sondicais
  União Nacional de Estudantes - UNE
  União Brasileira de Estudantes Secundaristas
  Unegro São Paulo
  Central Unica dos Trabalhadores - CUT
  União da Juventude Socialista- UJS
  DIEESE » Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos
  DIAP » Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar ?
  SBPC » Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência
  Ibase » Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas -
  Radio Ipanema FM - 94,9
  observatório da Imprensa
  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica
  Movimento Nacional em Defesa da Língua Portuguesa
  José Antonio dos Santos da Silva
  RS URGENTE
  Cooperativa Girasol
  VOTE 7 MARAVILHAS DO MUNDO: CRISTO REDENTOR
  Contra a Homofobia - Nuances
  UNEGRO - Minas Gerais
  UNEGRO - BRASIL
  FOTOS DO 3º CONGRESSO NACIONAL DA UNEGRO
  FOTOS 3º CONGRESSO NACIONAL DA UNEGRO II
  Vídeos do Youtube do 3º Congresso UNEGRO
  Vídeos do Youtube do 3º Congresso Nacional UNEGRO
  Vídeos no Youtube do 3º Congresso Nacional UNEGRO
  Centro de Cultura Negra do RS
  FOTOS DA POSSE DO CODENE
  SÁTIRA MACHADO - JORNALISTA E ATIVISTA NEGRA
  CLUBES NEGROS DO BRASIL
  SEPPIR
  Mauricio Pestana
Votação
  Dê uma nota para meu blog